Notizie

Viagem através das cordas da lira calabresa e das melodias do coração

22 Febbraio 2024

4 minuti

No coração da Calábria, entre montanhas imponentes e costas deslumbrantes, ressoam as melodias que contam as histórias de um povo que enfrentou corajosamente o desafio da emigração. A dar voz a esta nostalgia está um dos mais importantes cantores e compositores calabreses, Otello Profazio, que consegue, através da ironia, minimizar a dor dos que partem e dos que ficam.

Entre as suas canções mais famosas está “Mannaja a l’Ingegneri“, um poema satírico sobre a emigração que amaldiçoa o engenheiro que construiu o caminho de ferro, símbolo das forças económicas que obrigaram os emigrantes a procurar trabalho no estrangeiro. Esta canção, com as suas estrofes recolhidas por vários emigrantes calabreses espalhados pelo mundo, torna-se um testemunho vivo dos desafios e injustiças que enfrentaram. 

A música transforma-se assim numa forma de resistência, uma maneira de exprimir a frustração e de celebrar a força e a resiliência daqueles que enfrentaram a emigração com dignidade. Otello Profazio, com a sua voz cheia de paixão e indignação, torna-se um narrador das histórias e dos males do sul, transmitindo os sentimentos daqueles que são obrigados a abandonar a sua terra.

Os “Canti di Emigrazione Calabresi” representam um precioso patrimônio musical que, com a sua intensidade e melancolia, narra a viagem e a nostalgia daqueles que deixaram a sua terra natal para procurar uma nova vida noutro lugar. Uma das canções mais emblemáticas desta tradição é o “Chiantu de l’Emigrante”, uma comovente balada de despedida, recolhida da voz de uma velha camponesa por Daisy Lumini, em Cosenza, que evoca a dor de quem deixa a sua terra natal e a invocação pungente de quem fica, desejando o regresso do emigrante amado. 

Este hino comovente, que atravessa o tempo e as gerações, traz consigo o eco de partidas dolorosas e de esperanças depositadas em terras distantes. A melodia evoca a emoção daqueles que, com uma mala cheia de sonhos e melancolia no coração, mergulharam no desconhecido em busca de oportunidades e de um futuro melhor. 

No centro desta narrativa sonora está um instrumento icónico: a lira calabresa. Um antigo instrumento de cordas, com a sua forma tradicional e som matizado, torna-se a arquitetura sonora que sublinha a dor, a melancolia e a esperança dos migrantes. Uma invocação ao regresso, pontuada pelas cordas entrelaçadas deste instrumento ancestral.

A lira, com as suas cordas entrelaçadas, consegue captar a essência das emoções, tornando tangível a nostalgia, a esperança e a força interior daqueles que empreenderam a viagem para longe de casa. Símbolo de identidade e de pertença, exprime a sua força através da perícia dos músicos.

Os virtuosos deste instrumento conseguem transmitir não só a técnica musical, mas também uma profunda ligação à sua terra natal através do seu talento. As características distintivas do som da lira, com as suas variações rítmicas e melodias envolventes, tornam-se a linguagem secreta que liga o passado ao presente. 

Ao longo dos séculos, as comunidades calabresas levaram estas melodias consigo para todo o mundo, mantendo viva a ligação com a sua terra natal através da música. 

Nos locais de destino, os “Canti di Emigrazione Calabresi” fundiram-se com outras influências, criando uma ponte cultural que liga raízes distantes a novas experiências.

Este património musical não só testemunha os desafios enfrentados pelos emigrantes calabreses, como também celebra a resiliência e a capacidade de transformar o sofrimento em arte.Hoje em dia, através de eventos culturais, festivais e iniciativas que promovem a preservação deste património, as novas gerações podem mergulhar nas emoções dos seus antepassados, redescobrindo a riqueza de uma tradição musical que continua a vibrar nos corações daqueles que levam o calor e a paixão da Calábria a todo o mundo.

Altre news

  • Italea Calabria e The Calabreser: Un Viaggio Illustrato nelle Radici della Calabria

    Siamo entusiasti di annunciare una collaborazione speciale che unisce due progetti animati dalla stessa passione per la Calabria e le sue inestimabili ricchezze: Italea Calabria e The Calabreser. Italea Calabria, il progetto che ha rivoluzionato il turismo delle radici, si unisce alle forze creative di The Calabreser, la piattaforma artistica che celebra la Calabria attraverso […]

    LEGGI DI PIÙ
  • Pasqua in Calabria un viaggio tra riti antichi e radici profonde

    La Calabria durante la primavera offre uno spettacolo incantevole per i sensi, con la natura che si risveglia in tutta la sua bellezza. La stagione non solo regala paesaggi mozzafiato, ma anche feste tradizionali, in particolare le celebrazioni pasquali vissute ancora con grande intensità. I riti della Settimana Santa in Calabria, che mescolano il sacro […]

    LEGGI DI PIÙ
  • San Francesco di Paola: un'eredità di fede e speranza che attraversa i confini

    Nel cuore della Calabria, la figura di San Francesco di Paola continua a irradiare un bagliore di fede e speranza, lasciando un’impronta indelebile non solo sulla vita spirituale dei locali, ma anche sul destino di migliaia di emigranti che, nel corso dei secoli, hanno abbandonato le loro radici in cerca di opportunità oltre i confini […]

    LEGGI DI PIÙ
  • Antonio Daconte: Il visionario calabrese che ispirò il realismo magico di García Márquez

    Il nome di Antonio Daconte potrebbe non essere familiare a molti, ma la sua storia ha avuto un impatto profondo e duraturo nella letteratura mondiale. Antonio Daconte è diventata una figura leggendaria e una fonte di ispirazione per uno dei romanzi più celebri del XX secolo, “Cent’anni di solitudine” di Gabriel García Márquez, ispirando la […]

    LEGGI DI PIÙ
This site is registered on wpml.org as a development site. Switch to a production site key to remove this banner.